Posts

A Usina solar em formato de orelha de Mickey ganha mais 50 MW de energia solar para abastecer parques temáticos na Disney

Piauí recebe R$3 bi em novos investimentos em energia solar

Piauí recebe R$ 3 bi em novos investimentos em energia solar

Em reunião, no Palácio de Karnak, nesta quinta-feira (1º), o governador Wellington Dias recebeu representantes da Enel Green Power, maior empresa de energia solar da América Latina. A multinacional já atua no Piauí e agora amplia investimentos para os municípios de Lagoa do Barro e São Gonçalo do Gurguéia. Na ocasião, foi apresentado o potencial de geração elétrica de novos investimentos e discutida a parceria para a capacitação de pessoal e infraestrutura necessária.

Com a maior área de exploração de energias renováveis ofertada no último leilão da União, o Piauí tem ampliado os investimentos na geração de energia solar e eólica. “Foram apresentados os investimentos em São Gonçalo do Gurguéia, que será um grande parque solar da região, duas vezes maior do que a de Ribeira do Piauí (Usina de Nova Olinda), e em outras regiões como Lagoa do Barro e Queimada Nova”, informou o secretário de Estado da Mineração e Energias Renováveis, Luís Coelho.

Para o gestor, a energia solar rapidamente irá chegar a 1 gigawat devido às novas aberturas de usinas fotovoltaicas no território piauiense e ao novo leilão da União previsto para 4 de abril. O Piauí possui mais de 1,3 GW só de energia eólica o que, de acordo com o governo, já é maior que o consumo de todo o estado.

Em São Gonçalo do Gurguéia, a planta deve entrar em operação no início de 2021 e gerar mais de 850 GWh de energia renovável por ano quando estiver em plena operação. O Grupo Enel investirá cerca de 355 milhões de dólares na construção dessa planta, em linha com os investimentos previstos no plano estratégico da companhia.

Na região de Lagoa do Barro, a produção regulada, estabelecida em leilão, é 510 megawatts e vai se extender para os municípios de Queimada Nova e Dom Inocêncio. Uma vez em plena operação, a planta será capaz de gerar, por ano, mais de 2.400 GWh de energia renovável. Com capacidade instalada total de 618 MW, o investimento para a construção da planta, que contará com duas unidades menores no território da Bahia, equivale a aproximadamente 750 milhões de dólares.

Juntos, os novos investimentos da empresa multinacional chegam a U$ 1,1 bilhões, o equivalente a aproximadamente R$ 3 bilhões.

“Fizemos uma reunião de trabalho para priorizar a contratação de empresas, de pessoas, cuidar da qualificação, da segurança, do licenciamento e da regularização fundiária. E da integração entre os dois municípios e os outros da região”, explicou o governador Wellington Dias.

Autoria: Valmir Macêdo

Fonte: http://www.pi.gov.br/materia/energias-renovaveis/piaui-recebe-novos-investimentos-em-energia-renovaveis-4613.html

Nova Usina Solar com Baterias da Tesla no Havaí

Conheça as maiores usinas de energia solar.

EDF Energies Nouvelles compra usina da Canadian Solar em MG

Aquisição de 80% da UFV Pirapora I marca entrada de empresa do Grupo EDF na fonte solar no país

Pedro Aurélio Teixeira, da Agência CanalEnergia, Negócios e Empresas
11/10/2016 – 13:00h

A Canadian Solar anunciou nesta terça-feira, 11 de outubro, que vendeu para a francesa EDF Energies Nouvelles 80% da Usina Solar Pirapora I, localizada em Minas Gerais. O projeto de 191,5 MWp está iniciando a sua construção e deve entrar em operação comercial no terceiro trimestre de 2017. A Canadian vai ser a fornecedora dos módulos para o empreendimento. O contrato prevê a geração de 391,263 MWh por ano e auxilia o país a cumprir a meta definida pelo acordo de Paris. O grupo EDF no Brasil opera a UTE EDF Norte Fluminense e no ano passado viu sua subsidiária de energias renováveis entrar no país comprando a carteira de projetos eólicos da Sowitec. Em junho deste ano, a Canadian Solar anunciou a construção de uma fábrica de painéis no Brasil.

De acordo com Shawn Qu, CEO da Canadian Solar, o investimento feito pela EDF Energies Nouvelles em Pirapora I é uma demonstração do forte potencial da energia solar no Brasil. Ele é um dos três projetos da Canadian no Brasil que totalizam 394 MWp em contratos. A intenção do executivo é que a empresa aumente a sua carteira de projetos e apoie o mercado através da fábrica com capacidade de 360 MWp que está em construção.

Segundo Antoine Cahuzac, vice-presidente de energias renováveis da EDF e CEO da EDF Energies Nouvelles, com a usina de Pirapora I em parceria com a Canadian, dois parques eólicos em construção pela EDF Energie Nouvelles e com a hidrelétrica de Sinop (MT – 408 MW), que está sendo construída em parceria com a Eletrobras, o grupo confirma a ambição de fortalecer e diversificar a sua carteira de projetos no Brasil.

Fonte: https://www.canalenergia.com.br/zpublisher/materias/Noticiario.asp?id=114196